Inicio » Destaque » Trump faz jogadas com a China para garantir a reeleição presidencial em 2020

Trump faz jogadas com a China para garantir a reeleição presidencial em 2020

  • Francisco Inacio
  • Publicado sexta-feira, 19 de junho de 2020

Guerra comercial é uma estratégia do presidente norte-americano, Donald Trump, para pressionar a China aos seus interesses pessoais, atacando empresas e tecnologias chinesas em solo americano. A denúncia foi feita por um ex-conselheiro de Trump.

John Bolton, ex-conselheiro de segurança da administração Trump, vai publicar um livro em que denuncia os interesses pessoais de Donald Trump na guerra comercial que trava com a China, supostamente em nome dos interesses da nação americana.

Segundo Bolton, o presidente Trump teria usado as empresas chinesas Huawey e ZTE como parte de uma estratégia para forçar uma aliança com o governo chinês, tendo como objetivo garantir a sua reeleição esse ano (2020), informou o site Tecmundo.

Um trecho do livro “The Room Where It Happened: a White House Memoir” (A Sala Onde Isso Aconteceu: Memórias da Casa Branca) afirma que as empresas chinesas, como a Huawey, acusadas sem prova de espionagem industrial, foram utilizadas como “peões” da negociação do governo de Trump com os chineses relativamente a guerra comercial em curso entre ambos países.

O ex-conselheiro de segurança, demitido por Trump em Setembro de 2019, afirma que as sanções comerciais impostas contra a China seriam utilizadas como moeda de troca com o governo chinês e que as empresas chinesas em solo americano seriam poupadas ou mais prejudicadas dependendo da colaboração chinesa.

Donald Trump já reagiu às acusações. Num twitter, ele afirma que o livro é cheio de “mentiras e histórias falsas”.



Deixe o seu comentário!