Inicio » Sociedade » Total engajada na minimização e no impacto do derrame de petróleo na costa marítima do Nzeto

Total engajada na minimização e no impacto do derrame de petróleo na costa marítima do Nzeto

  • Roberto Valdano
  • Publicado quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Depois do derrame na costa marítima do Nzeto, província do Zaire, a Total, operadora do bloco 32, está a trabalhar para minimizar um eventual impacto nas comunidades, bem como no ambiente, uma vez que a pesca é a actividade primária da população

O derrame deu-se em consequência de uma ruptura do flexível, ocorrido no dia 22 do corrente mês durante uma operação de carregamento do navio-plataforma (FPSO) Kaombo Norte para o petroleiro, segundo fontes deste portal.

Após o incidente do 22 deste, as operações de carregamento do FPSO para o petroleiro foram imediatamente suspensas e a ruptura foi contida, ainda assim as praias continuam poluídas.

Os operadores e as autoridades foram informadas sobre o caso e estão a encontra um meio termo para ninguém sair prejudicado. 

Por esta razão, recursos humanos e meios logísticos foram mobilizados para as operações de dispersão, contenção e recuperação. 

Por forças das condições meteorológicas verificadas, uma porção do derrame foi localizada recentemente perto da costa da província do Zaire, a oitenta (80) quilómetros a sul da cidade do Soyo, o que levou à pronta mobilização de uma equipa de intervenção terrestre para preparar eventuais acções de protecção da costa, em colaboração com as autoridades e comunidades locais e de acordo com o plano de emergência da operadora. 



Deixe o seu comentário!