Inicio » Destaque » Sete cidadãos detidos por furto de carris

Sete cidadãos detidos por furto de carris

  • Redacção Farol
  • Publicado terça-feira, 17 de novembro de 2020

Um grupo de marginais constituído por sete indivíduos que se dedicavam ao furto de carris, no Caminho de Ferro de Luanda, foi ontem detido em flagrante por efectivos da Polícia Nacional, na localidade do Queta, província do Cuanza Norte.

Segundo uma nota do CFL, os sete indivíduos foram detidos quando faziam o corte do material furtado, numa zona que fica à berma da linha férrea. A detenção só foi possível depois de uma denúncia dos populares residentes na localidade, que dista a 20 quilómetros de Ndalatando, quando os marginais, utilizando material apropriado (maçaricos e botijas de gás) tinham já cortado 100 fracções de 3 metros cada uma.

O furto desse tipo de material e não só tem se verificado com frequência e provoca graves problemas técnicos ao funcionamento normal do CFL, na medida em que estes carris deveriam ser utilizados quando necessário, para substituir os que estão em uso.

Importa frisar que, ainda no presente mês, no dia 3, cidadãos não identificados roubaram 600 parafusos da linha férrea, que provocou o corte da circulação entre os Musseques e o Bungo, do Caminho de Ferro de Luanda. Até o momento a polícia trabalha no sentido de identificar e deter os indivíduos implicados neste crime.

Depois de terem detectado que mais de 600 parafusos de fixação da linha férrea foram retirados, o que provocaria o descarrilamento do comboio se esta medida não tivesse sido tomada, o Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL) teve de suspender, temporariamente, a circulação dos comboios suburbanos de passageiros no trajecto da estação dos Musseques ao Bungo.



Deixe o seu comentário!