Inicio » Destaque » Engenheiro alerta para a escassez de água em Luanda

Engenheiro alerta para a escassez de água em Luanda

  • Farol Angola
  • Publicado segunda-feira, 9 de novembro de 2020

O engenheiro hidráulico, Francisco Lopes, antevê a possibilidade de a capital do país registar problemas na procura de água para consumo, bem como o colapso dos sistemas de drenagem, caso não sejam criadas medidas preventivas.

Em declarações à rádio Luanda, Francisco Lopes considerou urgente a criação de projectos que correspondam ao número de pessoas e estruturas da capital angolana.

Segundo o engenheiro, uma província como Luanda precisa de estruturas com capacidade de pelo menos cinco milhões metros cúbicos de água por dia por forma a acudir as populações que carecem do líquido precioso.

“Em Luanda há algumas estruturas, mas essas não têm capacidade para atender a demanda, daí vermos muita gente a clamar por água”, disse.

Francisco acredita que a solução passa por criar um rio artificial na cidade de Luanda. De acordo com o engenheiro, o rio passaria pelo Coelho, no município de Viana.

“Este tipo de rio não serviria apenas para a captação de água para o consumo, mas também para receber as águas provenientes de chuvas e encaminha-las para locais seguros, evitando os desastres que se registam na época chuvosa”, sugeriu.

Texto: Majilo Hossi



Deixe o seu comentário!