Inicio » Destaque » Comunicólogos de Angola consideram 2020 como ano produtivo

Comunicólogos de Angola consideram 2020 como ano produtivo

  • Redacção Farol
  • Publicado segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

A Associação dos Comunicólogos de Angola (ACAN) comemorou, recentemente, em Luanda, o seu segundo aniversário de existência, e em entrevista exclusiva ao ‟Farol de Angola”, Narciso Mbangui considerou produtivo, o ano que está prestes a terminar, para esta congregação que alberga os comunicólogos.

Em menos de dois anos, a ACAN foi instalada em 12 províncias e tem como objectivo controlar os quadros formados em Comunicação Social, potenciá-los e capacitá-los em outras matérias científicas e ferramentas, face aos novos desafios que se impõem.

Preocupada com o fraco aproveitamento da classe, a associação tem estado a trabalhar na capacitaçᾶo dos seus membros com seminários de matérias relacionadas com a comunicação Social dando mais profundidade cientifica naquilo que o ensino superior não deu, buscando assim o conhecimento mais aprofundado em Comunicaçᾶo Social e não só, segundo Narciso Mbangui.

O órgão, que existe há dois anos, controla mais de 500 membros nas 12 e conta com outros parceiros sociais e alguns órgãos ministeriais e internacionais.

Segundo o associado, a pandemia da Covid-19 fez com que alguns projectos não se efectivassem este ano por causa dos Decretos Presidenciais e as restrições da cerca sanitária, a que a cidade de Luanda está imposta, desde Março último.

‟Mas o balanço é positivo, do ano 2020. Foi produtivo, apesar de tudo, porque conseguimos instalar a instituiçᾶo nas 12 províncias do país. Perspectivamos, no próximo ano, a criaçᾶo de novas parcerias e seminários de capacitaçᾶo  dos nossos associados”, disse Narciso Mbangui.

Texto : Geraldo Gaspar



Deixe o seu comentário!